Ser um observador desapegado

maio 30, 2012

No corre-corre de todos os dias preciso parar de vez em quando para recarregar as baterias internas e colocar tudo na sua perspectiva correta. A prática de levar os pensamentos além daquilo que está acontecendo é fundamental para tomar o pulso da situação e das pessoas e organizar os pensamentos, as palavras e as ações. Esse vai e vem consciente tem a funcionalidade de uma roupa folgada.

Se preciso estar presente e concentrado, posso vestir-me de atenção. Mas, se não é necessária a minha participação atenta, posso retirar-me para o estado de observador desapegado. Não somente um observador, um membro da plateia da peça da vida que se deixa levar pelas emoções do momento, mas também o desapegado que foi tão além que não tem como voltar.

Desapego consciente não é ignorar ou afastar-se das cenas e das pessoas, e sim não ser afetado negativamente por elas.

Fonte: livro “Reflexões para uma vida plena”, de Ken O’Donnell – Integrare Editora

Para mais informações sobre o tema, consulte o livro ou entre contato conosco.

Anúncios

Os três pilares da sabedoria

janeiro 9, 2012

Existem três principais criadores e sustentáculos do líder sábio. O primeiro é a compreensão. Ela envolve não só a habilidade para enxergar as coisas por outra perspectiva, mantendo um distanciamento imparcial dos fatos e, a partir disso, entender o contexto dos eventos. Requer, também, a percepção do que acontece além e sob sua aparência superficial. Em outras palavras, é compreender o contexto geral dos acontecimentos e não prender-se a pormenores.

O segundo ponto é a habilidade para refletir, interiorizar e tocar a essência de nosso verdadeiro valor, despertando nossa intuição adormecida.

O terceiro é o desempenho consciente dos valores, no tempo certo e de acordo com as necessidades do momento.

Fonte: trecho do livro “O Espírito do Líder 1 – Lições para tempos turbulentos” de Ken O’Donnell – Integrare Editora

Para mais informações sobre o tema, consulte o livro ou entre contato conosco.

Clique aqui para baixar o 1º capítulo do livro


Bolha de sabão – o retrato de uma existencia

novembro 7, 2011

Uma bolha de sabão surge do sopro, é matéria altamente perecível e impermanente, é translúcida e reflete tudo o que está ao redor.

Esse parece ser o retrato perfeito de uma existência. Surge do sopro fecundo da vida, vai se modificar e fenecer e, assim como reflete tudo o que está ao redor, também contém, dentro dessa bolha transparente de vida, todas as coisas que espelha.

Tudo passa, já sabemos, o bom e o ruim, o mais espetacular e o mais desastroso.

Tudo é impermanente, mas seja qual for a expressão do instante ele é o retrato milimétrico da realidade. Não há nada fora do agora. Tudo está aqui, todo o potencial, todas as experiências, todo o conhecimento, toda a capacidade, toda a vida.

Podemos acreditar que haverá outro momento, outro tempo, outra oportunidade, mas nossa única certeza mesmo é deste exato, restrito e fugidio instante. No mais, é o ilusório desejo de que da máquina cósmica da qual saem as bolhas do instante continuem surgindo mais e mais bolhas em que possamos navegar na realidade presente. Vamos tendo a sorte de continuar recebendo as bolhas do momento, mas em alguma hora essas bolhas vão cessar e o que foi aproveitado foi, o que não foi, perdeu-se.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Trecho do Livro “O foco define a Sorte – A forma como enxergamos o mundo faz o mundo que enxergamos”, de Dulce Magalhães – Integrare Editora

Para mais informações sobre o tema, consulte o livro ou entre contato conosco.

Clique aqui para baixar o 1º capítulo do livro!


%d blogueiros gostam disto: