Um encontro no espelho (por Natércia Tiba)

novembro 27, 2015

O que faço eu com essa energia circulando

dentro de mim?

Energia de vida, ansiedade.

Um misto de euforia e angústia,

Uma inquietação sem fim.

Uma energia intensa,

Parece que sou capaz de mover montanhas

Mas se esvai com facilidade

E logo me sinto cansada, exausta.

Quando o cansaço me invade,

Sinto-me uma estranha.

Parece que a mulher que tenho dentro de mim

Não combina com a que vejo diariamente no espelho.

Em alguns momentos prefiro a que sinto,

Em outros, sou mais a que vejo.

Minha energia é às avessas,

Acordo cansada,

Em geral não lembro do que sonho,

Devo travar lutas homéricas comigo mesma.

Acordo como quem acaba de sair de uma batalha.

Depois que me levanto, fico horas sem me reencontrar

São pessoas, demandas, tarefas, responsabilidades,

A vida que corre e nos apressa.

Sem querer me encontro num espelho de elevador.

Ufa! Ainda estou inteira.

Orgulho-me da minha força e

me sinto novamente com vigor.

Mas agora não quero batalhas, quero…

O que quero eu?

Sabe que nem sei mais!

Acho que me perdi.

Será que fiquei ali, presa no espelho?

Ou será que me escondi?

Quero sair, ver vitrines…

Ah… Cansei só de pensar.

Quero ver gente, encontrar amigas…

Ai que preguiça de papear.

Vou me aquietar, ler, ouvir música,

Quem sabe até mesmo rezar.

Já estou entediada e ainda nem consegui me sentar.

Onde é o meu lugar?

Do carrinho de supermercado

Ao sucesso profissional.

Onde devo estar?

Percebo então que na verdade,

Não estou num só lugar,

Estou em todos ao mesmo tempo,

Quem consegue me achar?

Sobrevoo a minha vida, pouso onde precisar.

O importante é que eu não me esqueça

Que há sempre paisagem a admirar,

Que sempre tenho onde pousar e

Pessoas amadas pra abraçar.

Há sofrimentos também,

Mas nada que eu não possa suportar,

Com essa energia toda,

Nem um furacão é capaz de me derrubar.

A única com força suficiente pra me esgotar

Sou eu mesma, quando me torno incapaz

de me olhar.

 

insta_28_11_Mulher Sem Script_Natércia Tiba_Integrare_Edit

 

Fonte: livro “Mulher Sem Script”, de Natércia Tiba. Integrare Editora

 

Para mais informações sobre o tema, Consulte o livro ou entre contato conosco.

Saiba mais sobre o livro!

Anúncios

Amor novo (por Maria Tereza Maldonado e Mariana Maldonado)

janeiro 9, 2015

Embora a maioria dos casais se encaixe nos moldes tradicio­nais, o namoro entre pessoas de diferentes gerações é mais co­mum do que se imagina. Quem não conhece ou não viu um casal assim? Um homem com mais de 60 anos com uma jovem com menos de 30; uma mulher de meia-idade com um rapaz da idade do seu filho caçula.

O que parece absolutamente normal para uns pode causar verdadeiro repúdio para outros. As pessoas que ficam chocadas com o contraste logo pensam em mo­tivos menos nobres para e explicar a “aberração”: interesse financeiro, complexo de Édipo, oportunidades de ascensão profissional e outras variantes do chamado “alpinismo social”.

A atração, a afinidade, o amor, em suma, o “encontro das almas gêmeas” pode acontecer entre pessoas de diferentes fai­xas etárias ou de níveis sociais desiguais. O essencial é a alegria de estar juntos, a cumplicidade, o companheirismo, que pode existir entre indivíduos que estão em etapas de vida bem dife­rentes.

Paralvra de mulher_Maria Tereza e Mariana Maldonado_Integrare_Edit

Fonte: livro “Palavra de mulher: histórias de amor e de sexo”, Maria Tereza Maldonado e Mariana Maldonado

Para mais informações sobre o tema, Consulte o livro ou entre contato conosco.

Saiba mais sobre o livro!


Uma mensagem para todas as mulheres! :)

março 8, 2014

Imagem


A sexualidade feminina e o império dos sentidos! Por Malcolm Montgomery

abril 29, 2013

A sexualidade feminina é envolta pelo mistério.

            Eletrodos colocados nos genitais para avaliar a resposta sexual da mulher oferecem apenas alguns dados fisiológicos básicos. Essa resposta depende de muitos elementos desconhecidos e não se limita à equação linear: desejo + vasocongestão = orgasmo.

            Os sentidos têm um papel de destaque nesse processo. O sexo é sensorial. Apesar de vivermos em uma sociedade altamente técnica, dominada pela imagem e pelos sons, o olfato é o sentido com maior capacidade de memorizar e reproduzir nossas emoções mais profundas.

            As mulheres têm diferentes habilidades para perceber odores durante o ciclo menstrual, com máxima sensibilidade no período de ovulação.

            As glândulas apócrinas, que produzem odores corporais, são bem desenvolvidas e aparecem em maior número no sexo feminino.

          Estudos revelaram, ainda, que dormir cotidianamente com um homem aumenta a incidência de ovulação, independentemente de relação sexual. Supõe-se que o efeito seja provocado pelo odor axilar do parceiro. O cheiro é fundamental para a sexualidade humana, tanto para a atração inicial quanto para a manutenção de um relacionamento.

 

Imagem

 

Fonte: livro “Mulher – Um projeto sem data de validade”, de Malcolm Montgomery – Integrare Editora

 

Saiba mais sobre o livro!

 

 


Transformando obstáculos em caminhos!

março 4, 2013

Precisamos das raízes dos vínculos, da relação de troca, de cuidar e ser cuidada. Mas também precisamos, como diz a expressão popular, “dar asas à imaginação”, acalentar os sonhos e, assim que possível, fazer planos para transformá-los em reali­dade. É isso que dá cor à vida.

          À medida que caminhamos pela estrada da vida, encontra­mos várias encruzilhadas. Elas marcam a passagem de uma situação para outra, e aí encontramos riscos, oportunidades e um misto de perdas e ganhos.

          Com a disposição de transformar obs­táculos em caminhos, surge a força interior de construir metas, renovando a confiança na própria capacidade, e então, mais uma vez, a autoestima se fortalece.

            A decisão interior de tomar nas mãos as próprias rédeas é um poderoso impulso gerador de mudanças.

            Há pessoas que, apesar das experiências difíceis e dos rela­cionamentos afetivos em que se sentiram atacadas ou mal-ama­das, conseguem se reerguer e ir à luta. A essa força de superar adversidades sem se deixar abater se dá o nome de “resiliência”. A fé, o cultivo do otimismo e da alegria, a capacidade de desco­brir coisas boas mesmo em situações difíceis são seus ingredientes básicos.

 

Imagem 

Fonte: livro “Palavra de Mulher – Histórias de amor e de sexo”, de Maria Tereza Maldonado e Mariana Maldonado – Integrare Editora

Saiba mais sobre o livro!

 


Cuide de você!

fevereiro 25, 2013

O mundo pós-moderno tem muitos encantamentos: a internet, as redes sociais, a facilidade para ter contato e obter informações. Vejo essas conquistas com bons olhos porque acho que o bom uso disso tudo nos beneficia muito, mas precisamos estar atentos (por nós e principalmente por nossos filhos), para que esse mundo não se torne uma grande armadilha, que abre nossos órgãos do sentido para o mundo, mas nos ensurdece de nós mesmos.

            Mas como poderemos saber de nós se não pararmos para nos conhecer, nos ouvir e nos apropriar de nosso universo interno?           

            Para isso, o “nada” pode ser um grande aliado, um facilitador. Pode não parecer muito tentador, mas não tenho dúvidas do quão enriquecedor pode ser. Quando convivermos melhor com ele, talvez possamos também lidar de modo mais tranquilo com nossas emoções, sem precisar descobrir a razão por que amamos tal pessoa e não outra, por que nos sentimos bem ao ouvir o som do mar, por que nos sentimos tristes de vez em quando, por que nos emocionamos com uma música ou diante de um jardim florido. Poderemos sentir e ponto, sem entrar na espiral de hipóteses que nos enlouquecem e nos afastam de nós  mesmos.

 

Imagem

 

Fonte: livro “Mulher sem Script”, de Natércia Tiba – Integrare Editora

Saiba mais sobre o livro!

 


Seja bem-humorado!

novembro 23, 2012

O bom humor pode salvar sua vida, sabia? É verdade! Hoje a ciência estuda a influência do bom humor, da alegria e da afetividade na vida das pessoas, principalmente no que diz respeito à saúde e à qualidade de vida. O bom humor também tem sido avaliado na prevenção de patologias e na recuperação mais rápida de doenças graves, como o câncer.             Felizmente, nos dias atuais, não há nenhuma dúvida de que o estresse físico ou mental esteja diretamente relacionado à saúde. Os efeitos do humor sobre a saúde são muito evidentes, e você não faz ideia de quanto é saudável uma risada verdadeira.

Pessoas compulsivas, maníacas por trabalho, agitadas, que não sabem delegar responsabilidades, não fazem questão de férias e sempre negam a depressão ou as emoções estão mais predispostas ao infarto do miocárdio.

As características dessas pessoas são:

 

« competitividade;

« desejo incontrolável de subir até o topo;

« necessidade de reconhecimento eterno;

« hábito de fazer várias coisas ao mesmo tempo;

« ausência de relaxamento;

« preocupação com o estado físico e mental;

« insatisfação frequente;

« grau de ambição exagerado.

 

O estresse acelera muito o processo de envelhecimento. Tenho observado que pessoas que vivem em ambientes extremamente competitivos, com grau elevado de insegurança e violência, aparentam idade superior à idade real. Como viajo muito, não poderia deixar de observar o modo de vida de cada país e suas variações quando visito as cidades pequenas próximas às capitais, mas com estilo próprio e tão diferente de viver.

 

 

Fonte: livro “Beleza Sustentável – Como pensar, agir e permanecer Jovem” de Dra. Carla Góes – Integrare Editora

Para mais informações sobre o tema, consulte o livro ou entre contato conosco.

Saiba mais sobre o livro!


%d blogueiros gostam disto: