Elementos-chave da CRIATIVIDADE

outubro 8, 2012

Divagar, que já foi visto como algo ruim, como um comportamento negativo, especialmente em sala de aula – ou seja, indesejável academicamente –, agora é visto como um comportamento fundamental e um magnífico exercício criativo. Seus devaneios diários poderiam lhe dar um Oscar se você pudesse concretizá-los!

 

OS QUE ACREDITAM EM DEVANEIOS

Se divagar é bom, qual a diferença entre os devaneios cotidianos e os devaneios de mentes bem-sucedidas ou de gênios? Pense nisso. A mente do gênio divaga o dia todo, exatamente como você faz, ele gosta de divagar tanto quanto você, mas tem uma vantagem muito significativa: o gênio trabalha para fazer o sonho se tornar realidade. Você deveria fazer o mesmo.

Todos os gênios criativos, sem exceção, em todos os campos, fi zeram exatamente a mesma coisa: sonharam e trabalharam para fazer seu sonho se tornar realidade. O devaneio de Thomas Edison, por exemplo, era iluminar o planeta Terra à noite por toda a eternidade. Após 6 mil experimentos, ele alcançou seu sonho.

CRIANDO UMA MENTE CRIATIVA

Todos temos uma mente criativa – eu tenho, você tem. A questão é como chegar a ela. Como se faz isso, então?

Já percebemos que a criatividade floresce quando conseguimos harmonizar os lados direito e esquerdo do cérebro. Indivíduos criativos fazem algumas coisas que os distinguem de pessoas com pensamento normal não treinado ou destreinado.

Os elementos-chave da criatividade incluem:

• imaginação;

• associação;

• capacidade de pensar rápido;

• capacidade de ser original;

• flexibilidade;

• capacidade de produzir um grande volume de coisas.

Esses elementos podem ser desenvolvidos facilmente assim como os músculos do corpo.

 

Fonte: livro “Use sua Mente – Como desenvolver o poder do seu cérebro”, de Tony Buzan – Integrare Editora 

Para mais informações sobre o tema, consulte o livro ou entre contato conosco.

Saiba mais sobre o livro!

Anúncios

Imaginação

fevereiro 17, 2012

De certa forma, os mágicos ainda existem porque nos fazem sonhar, acreditar que algo inexplicável está acontecendo, ao vivo, na frente de nossos olhos. Essa arte, que existe há tantos séculos, nos dias de hoje, em que vivemos cercados de atribulações, serve para resgatar nossa infância, muitas vezes perdida entre cálculos e planilhas que só adultos entendem e que tiram do nosso dia a dia o encanto trazido pela imaginação. Ver um mágico atuar é como uma viagem à terra do nunca, onde podemos voar, desafiar a espada do Capitão Gancho e ter a certeza de que lutaremos contra inimigos poderosos, mas tudo acabará bem. Portanto, meu amigo leitor, abandone de vez a necessidade de querer descobrir como o mágico faz o truque durante o show.

Esse pensamento só vai atrofiar a sua alegria e prendê-lo no chão do palco. Deixe, uma vez por outra, aquela imaginação fértil que você tinha quando criança voltar a desabrochar nos seus devaneios. Deixe-se enganar, encantar. Acredite que a mágica é real durante cada ato, que não estamos ali para enganá-lo e dizer que você foi incapaz de descobrir nossos segredos. Estamos ali porque amamos o palco, dedicamos horas ensaiando os gestos, as performances e, até mesmo, as músicas para fazer você chorar de rir e esquecer a dura realidade do mundo. O papel do mágico nos dias de hoje é mais do que fazer você e seus filhos sonharem. É tentar resgatar, lá no fundo do seu coração, a criança sonhadora que está escondida e esquecida em algum lugar na sua alma.

Dê a si mesmo a oportunidade de sorrir das lembranças infantis que certamente virão à sua mente quando você deixar a sua imaginação fluir. Essas lembranças se tornarão um bálsamo que irá trazer alívio nos momentos em que, pressionado por trabalho ou por problemas pessoais, você se sentir sem ter para onde correr. Corra para dentro da sua imaginação e não se esqueça de que lá você sempre poderá mais que os seus inimigos, sejam eles quais forem!

 

 

Fonte: trecho do livro “O show é você”, de Clóvis Tavares – Integrare Editora

Para mais informações sobre o tema, consulte o livro ou entre contato conosco.


%d blogueiros gostam disto: