Carreira em Debate – Com Arthur Bender | Parte 2

dezembro 7, 2011

Fonte: Entrevista Arthur Bender, autor de “Personal Branding – Construindo sua marca pessoal”, para o site: http://produtive.com.br/site/home/

Para mais informações sobre o tema, consulte o livro ou entre contato conosco.

 

Anúncios

Carreira em Debate – Com Arthur Bender

dezembro 5, 2011

Gostou da matéria? Veja a continuação na quarta-feira (07/12)

 

 

Fonte: Entrevista Arthur Bender, autor de “Personal Branding – Construindo sua marca pessoal”, para o site: http://produtive.com.br/site/home/

Para mais informações sobre o tema, consulte o livro ou entre contato conosco.

Clique aqui para baixar o 1º capítulo do livro


Eugenio Mussak, em “Papo de Líder” entrevista Içami Tiba

junho 27, 2011

Eugenio: Tiba, esse seu novo livro tem uma conotação interessante porque é dedicado a Pais e Educadores, considerando que os pais devem se comportar como educadores e, alem disso, a questão do educador, que encontramos em todos os lugares (inclusive nas organizações, nas empresas em que os líderes têm que se comportar como educadores). O título do livro é “Pais e Educadores de Alta Performance”. Isso me chamou atenção e gostaria que você me explicasse para todos entenderem o que você quer com isso: por que Pais e Educadores de Alta Performance?

 

Tiba: Porque a Alta Performance, em si mesma, é uma filosofia de vida, é a prática diária de fazer o melhor possível. Daí entra a conceituação do “o que é o melhor possível?”.

Normalmente, as pessoas não sentem falta do que elas não conhecem e aí, acreditam que o que estão fazendo é o melhor possível, sem se dar conta de que muitas vezes ele já repetiu isso. Ele entrou em uma rotina do “melhor possível” e isso já não é mais o “melhor possível”.    

 

Escute a entrevista completa aqui!

Fonte: Papo de Líder entrevista, em http://www.sapiensapiens.com.br/podcast-papo-de-lider/

 


O mundo corporativo e a Geração Y, por Milton Jung e Sidnei Oliveira

junho 20, 2011

A chegada de jovens que nasceram na era digital ao mercado de trabalho impõe uma série de desafios para eles, seus chefes e as empresas. A Geração Y tem ritmo e conceitos diferentes e o Mundo Corporativo precisa se ajustar a este momento. Na entrevista com o consultor de empresas Sidnei Oliveira, Milton Jung fala como esta turma pode explorar da melhor maneira possível seu talento e suas diferenças. A conversa também é interessante para você que está bem estabelecido na função que ocupa há alguns anos e precisa ficar atento para não ser atropelado por esta garotada que tem idade para ser seu filho.

 

No vídeo, você encontrará:

 As empresas brasileiras já estão sob o domínio da Geração Y?

 

Essas empresas estão sendo influenciadas pela Geração Y? É possível identificar mudanças dentro das corporações em função disso?

 

O mundo corporativo estava mais bem preparado do que os jovens para entrarem nesse mercado ou os jovens que estão chegando no mercado estão mais bem preparados do que o mundo corporativo para recebê-los?

 

O desafio para as corporações será fazer com que essas diferentes gerações consigam conviver em um mesmo ambiente?

 

E muito mais!

 Fonte: Milton Jung entrevista Sidnei Oliveira, no programa “Mundo Corporativo”, da rádio CBN. 


Algumas dicas para uma boa apresentação pessoal, seja por meio de currículo seja durante uma entrevista

maio 5, 2011

• Seja original.  Abandone o currículo que você utiliza, principalmente se ele está baseado em modelos encontrados em sites da internet.  Utilizar currículos em forma de formulários, normalmente comprados em papelarias, é jogar dinheiro e tempo no lixo. Não cometa esse pecado!

• Seja objetivo. Resuma ao máximo o que pretende dizer, mas não se sinta pressionado a ficar em silêncio ou a escrever todo o currículo em apenas uma página. Se para contar a sua trajetória forem necessários mais tempo e páginas, utilize-os sem preocupação, mas sempre com objetividade.

• Seja contemporâneo. Não exagere no estilo das roupas, nem tente mostrar estilo de vanguarda. Se você gosta de tatuagens e tem orgulho de mostrá‑las o tempo todo, certifique‑se de que não está tentando arrumar emprego em um escritório de advocacia ou em um banco.  No caso do currículo, lembre‑se de que ele é um documento sóbrio. Portanto, nada de desenhos, gravuras, ilustrações, molduras, bordas, fadinhas, sinos, mensagens religiosas etc.

• Seja encontrado. No currículo, coloque em lugar de destaque seu nome, endereço, e‑mail, telefones e endereços de blogs, twitter e perfis em sites de redes sociais. Não se preocupe em divulgar esses perfis, pois eles serão encontrados de qualquer forma.

• Seja conectado. Ter intimidade com a tecnologia é uma característica de todo jovem profissional, por isso não há por que apresentar os conhecimentos no pacote “Microsoft Office”, “Windows” e “internet” como qualificação especial.  Só devem ser mencionados os conhecimentos específicos no uso de algum software se ele realmente for diferenciado e se você estiver concorrendo a uma vaga que exija essa qualificação.

• Seja coerente. Tenha certeza de que sua vida virtual será acessada. Por isso, muita atenção ao que publica em seus perfis em redes sociais. Não adianta apresentar‑se na entrevista como uma pessoa discreta e reservada, enquanto tem publicadas em seu perfil fotos em que você realiza performances acrobáticas com bebidas ou atua como personagem principal em baladas e festas.

• Seja maduro. Não dá para acreditar na seriedade de alguém que utiliza um endereço de e‑mail do tipo “badboy12@mail.com” ou “gatamimosa21@mail.com”. Tudo o que se publica na internet recebe o status de domínio público.  O conselho parece redundante, mas vale lembrar: se quer que algum aspecto de sua vida pessoal seja mantido de forma privada, então não publique, não a torne virtual.

• Seja verdadeiro. Em essência, o avaliador tem o interesse de identificar a pessoa correta para a posição certa, por isso mentir ou exagerar em qualificações. Se algum fato precisar ser comprovado e ele for falso, seu conceito receberá a pior avaliação possível, que é a de falta de caráter. Para isso, não há solução nem emprego.

Fonte: trecho do livro “Geração Y – Ser potencial ou ser talento? Faça por merecer”, de Sidnei Oliveira – Integrare Editora


Amaury Jr. entrevista Malcolm Montgomery: Mulher – Um projeto sem data de validade

abril 29, 2011

O ginecologista Malcolm Montgomery propõe que o termo menopausa seja trocado por “pausas hormonais de envelhecimento”.

“O médico moderno tem que ver a mulher q curto, médio e longo prazo. Por exemplo, se você atende uma adolescente de 18 anos que quer tomar anticoncepcional, você tem que receitar um anticoncepcional que seja eficiente, sem efeitos colaterais, e que depois de 10 anos facilite que ela possa engravidar, e que proteja essa moça aos 50 anos do câncer ginecológico.” Malcolm Montgomery

Assista à entrevista no min 18:37 do vídeo! 

Entrevista 

http://mediacenter.amauryjr.com.br/mediacenter/principal_video.asp?id=1656


Contruindo sua Marca Pessoal

abril 12, 2011

Alguns pontos do bate-papo:

• A palavra chave para pensar em Personal Branding é reputação e reputação vem de confiança. Nós vivemos hoje como pessoas, como consumidores, como verdadeiras máquinas de descarte, porque a sociedade oferece coisas demais e nós temos tempo de menos para fazer escolhas. Assim, o nosso balizador acaba sendo a confiança. No mínimo sinal de desconfiança, você descarta: tanto marcas corporativas quanto marcas pessoais. Escolhemos médicos assim, advogado… e confiança é esse somatório de coerência e consistência dos sinais que nós emitimos o tempo todo.

• Eu sempre tento provocar a reflexão. A reflexão de “o quanto você está trabalhando mal a sua marca” é que pode gerar um resíduo mais duradouro para que te leve à transformação.

• Se você não está feliz com a sua marca: o que você pode fazer, até onde pode aguentar, quais são as estratégias para mudar? Boa parte das pessoas está infeliz e fica postergando, sofrendo… e isso leva ao mal atendimento, trabalho infeliz e incompetente, mas isso acontece porque a pessoa não está feliz.

• Você tem que se encontrar como marca e fazer a grande transformação da sua vida.

Fonte: Entrevista com Arthur Bender sobre o livro “Personal Branding – Construindo sua marca Pessoal” na TV Com, com a apresentadora Tânia Carvalho.

 


%d blogueiros gostam disto: