A cegueira da estabilidade. (por Arthur Bender)

É uma pena, mas, na maioria das vezes, a estabilidade nos deixa cegos para uma avaliação correta dos sinais que estamos emitindo para o mercado e acabamos tendo de aprender pela dor. O ideal seria que estivéssemos sempre preocupados com isso, numa eterna avaliação da nossa imagem de marca. Num planejamento estratégico de marca de produtos, isso é feito rotineiramente, como forma de estar atento às movimentações do mercado e da concorrência e às ameaças que possam surgir daí. Nas marcas pessoais isso deveria funcionar da mesma forma. Avaliar, avaliar, avaliar. Avaliar e reavaliar sempre. O que o mercado queria dos profissionais cinco anos atrás é completamente diferente do que quer hoje.

 

insta_04_11_Personal Branding_Arthur Bender_Integrare_Edit

 

Fonte: livro “Personal Branding”, de Arthur Bender. Integrare Editora

 

Para mais informações sobre o tema, Consulte o livro ou entre contato conosco.

Saiba mais sobre o livro!

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: