Hábitos simples (por Gabriel Carneiro Costa)

Segundo o psicólogo norte-americano Martin Seligman (autor da psicologia positiva), as pessoas mais felizes desenvolvem hábitos simples de vida. Ainda segundo Seligman, 60% da nossa felicidade é originada de questões genéticas e de ambientes em que nascemos e convivemos. Os outros 40% referem-se, exclusivamente, à forma como interpretamos e vivemos a vida que temos. E é, justamente, nestes 40% que gosto de focar o meu trabalho, afinal, é aí que reside a parte que podemos gerir, uma vez que, nas questões genéticas e ambientais temos, no máximo, influência.

Dentre alguns hábitos simples e possíveis à imensa maioria da população que o autor define como grandes responsáveis pela percepção de felicidade, destaco: cercar-se de pessoas felizes, apreciar pequenos prazeres, permitir-se perder a noção do tempo, trocar conversas profundas por bate-papos, reconhecer o lado bom da vida e gostar de práticas ao ar livre. Todos esses itens são simples, mas, infelizmente, difíceis de serem executados quando a nossa busca está em sermos pessoas focadas no “sucesso profissional” para sermos felizes. Aliás, quanto mais tempo passamos “buscando ser feliz”, menos tempo “somos de fato”.

Recordo-me de alguns casos com clientes em que o exercício era a observação e o registro de momentos significativo em suas vidas. Eu pedia que eles anotassem os bons momentos dentro do dia e depois me trouxessem para debatermos. Nesse caso, não poderia ser registrado nada socialmente grandioso, nem mesmo questões que envolvessem grandes quantidades de dinheiro. Minha busca era “forçar” o cliente a aumentar o lado bom da sua própria vida. E a expressão aumentar é diferente de criar. Eu, na condição de um terceiro, não posso criar o lado bom na vida do outro.

Mas posso ajudá-lo a ampliar o que lhe ocorre. E quando temos a noção ampliada das coisas boas que nos ocorrem (e isso não significa deixar de observar o que está ruim), tornamo-nos mais otimistas, mais leves, mais “energizados”.

insta_11_09_a sombra da cerejeira_Gabriel Carneiro Costa_Integrare_Edit

Fonte: livro “À sombra da cerejeira”, de Gabriel Carneiro Costa. Integrare Editora

Para mais informações sobre o tema, Consulte o livro ou entre contato conosco.

Saiba mais sobre o livro!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: