Demissão: Coloque-se no lugar do outro (por Sergio Chaia)

Ao longo da minha carreira, tive de fazer diversas demissões e não é nada fácil. Demitir alguém é sempre uma batalha. O estresse começa bem antes, quando se define a demissão, e se prolonga até o instante em que ela se materializa.

Pensando nisso – no impacto sobre os demitidos e no estresse gerado quando tinha de demitir alguém –, comecei a aplicar o princípio da reciprocidade, o que facilitou a minha vida e, acredito, a das pessoas que demiti.

O princípio da reciprocidade permeia várias religiões, entre elas o budismo e o judaísmo. Parte da premissa que devemos fazer pelos outros o que gostaríamos que os outros fizessem por nós. Por isso, nessas ocasiões, preparo minha conversa pensando no perfil do demitido e também na forma como gostaria de ser tratado em situação semelhante.

Depois que fiz o exercício de projetar a minha demissão, alguns fatores passaram a orientar as minhas reuniões de demissão. O primeiro é o respeito. Toda demissão deve ser feita respeitando o próximo e não o depreciando como profissional nem como pessoa. O segundo é que o demitido, na maioria das vezes, quer se justificar, explicar seus erros, mas também quer falar dos seus acertos na empresa. Ele tem vontade de desabafar, mas poucos gestores se dispõem a ouvi-lo. Deixá-lo fazer isso alivia a tensão nesse momento difícil. E então, se for o caso, o chefe pode ressaltar as características positivas do demitido, o aprendizado que esse momento pode trazer e se dispor a dar referências. Isso tende a deixá-lo mais animado e consciente do que o espera na nova etapa.

Toda vez que usei a regra da reciprocidade – demitir da maneira que gostaria de ser demitido – consegui lidar melhor com o desconforto da situação. E, pelo relato das pessoas que demiti, essa decisão foi ainda mais importante para elas.

insta_08_07_Sera que é possivel_Sergio Chaia._Edit

 

Fonte: livro “Será que é possível? Aprendizados, histórias e resultados na busca da harmonia entre vida profissional, pessoal e espiritual”, de Sergio Chaia – Integrare Editora

Saiba mais sobre o livro!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: