Confiança e comprometimento: Não há Alta Performance sem esses dois princípios. (por Içami Tiba)

Uma das características que influiu bastante na minha vida foi o fato de ter atendido pacientes no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Admirava muito meus professores, preceptores e monitores, porque recebiam pessoas que já tinham passado por outros tratamentos e aquela, então, seria sua última chance.

Estavam os meus mestres numa posição de muita responsabilidade, pois, se não resolvessem o problema do paciente, não haveria nova solução. Portanto, aqueles médicos tinham, de certa maneira, “obrigação” de resolver as questões que enfrentavam. Não tinham a mentalidade de “Isso não aprendi na faculdade, então vou encaminhar para…”. Ao contrário, eles se comprometiam: “Tenho que dar o melhor de mim para ajudar este paciente”. Percebemos com clareza: eles já eram de Alta Performance.

Não se consegue viver se não houver alguém que mereça nossa confiança, para que possamos dormir, comer, beber, consultar, perguntar, depender, aprender em paz. Não há nada que se possa fazer se não confiarmos nos familiares, colegas, amigos, vizinhos, pessoas à nossa volta, pessoas e profissionais que nos atendem em hospitais, viagens, seja onde e quando for.

Confiança é o mais primitivo e básico dos sentimentos que precisa existir entre duas ou mais pessoas. Não haveria vida grupal se não houvesse confiança nos seus vigias do sono, aqueles que ficavam acordados para alarmar todos os que estavam entregues ao sono profundo, caso houvesse alguma necessidade.

O que devemos fazer com os que confiam em nós? Temos que nos empenhar para corresponder à tamanha confiança. Esta é uma responsabilidade que temos que assumir e que frequentemente nos obriga a dar o Passo Além do que nós faríamos por nós mesmos.

Quem Marca Passos não está tão comprometido quanto poderia. Um grupo de pessoas, seja ele qual for, só será de Alta Performance se todos estiverem comprometidos entre si para o bem comum. Muitos avanços na medicina aconteceram por causa do comprometimento dos médicos com os seus pacientes. Eles não poderiam ficar a Marcar Passos, sob o risco de pacientes morrerem. Eles deram o Passo Além e salvaram muitas vidas além dos seus próprios pacientes.

insta_22_06_Pais e Educadores de Alta Performance_Içami Tiba_Integrare_Edit

 

Fonte: livro “Pais e Educadores de Alta Performance”, de Içami Tiba – Integrare Editora

Saiba mais sobre o livro!

2013_03_coleções_site_Educação_midias

Anúncios

Uma resposta para Confiança e comprometimento: Não há Alta Performance sem esses dois princípios. (por Içami Tiba)

  1. clarice vedolin disse:

    ótimo artigo.Parabéns

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: