Educar é humanizar as pessoas. (por Paulo Nathanael Pereira de Souza)

Educar continua sendo hoje, como foi sempre, um processo de humanização das pessoas. Isto é, fazê‑las ascender da condição de completo desvalimento com que chegam ao mundo ao nascer até atingir o desenvolvimento máximo de suas potencialidades pessoais geneticamente transmitidas e culturalmente ativadas.

Na raiz da educabilidade pulsam as ideias de crescimento, desenvolvimento, melhoria constante e progressividade qualificada. Tanto a família, que transmite (ou deveria transmitir) à criança as primeiras noções de vida e comportamento, como a escola, que familiariza metodicamente os jovens com o patrimônio cultural da humanidade coloca‑os (ou deveria fazê‑lo) em contento com os vetores do futuro e os prepara para o exercício consciente da liberdade, desenvolvem os papéis educativos, que lhes são próprios, nas sucessivas fases de aprendizagem do educando.

Tudo na educação visa ao amadurecimento do ser humano, ao fortalecimento de sua capacidade de tomar decisões, à livre escolha, depois de formados de suas participações religiosas, políticas e filosóficas, bem como à sua instrumentação para ser útil a si e à sociedade.

insta_17_06_Caminhos e descaminhos_Paulo Nathanael Pereira de Souza._Integrare_Edit

 

Fonte: livro “Caminhos e descaminhos da educação brasileira.”, de Paulo Nathanael Pereira de Souza – Integrare Editora

Saiba mais sobre o livro!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: