Família: Não julgue o filho pelo erro. (por Içami Tiba)

Lembre sempre que o que deve ser corrigido é o erro. Os pais temem tanto que o filho repita o erro que exageram e acabam chamando o filho de errado. Se o erro é mentir, chamam o filho de “mentiroso”, como, com outros erros poderiam chamar de: “ladrão”; “drogado”; “burro”; “bagunceiro”; “vagabundo”; “feio”; “desastrado”; ‘desgraçado”; “você é ruim”; “você não tem jeito mesmo”; “vai ser um nada na vida”; “tenho pena de você”; “de você não espero nada”; “você é o atraso da minha vida”; etc. Os pais podem generalizar o erro: “Você sempre faz assim”; “É sempre você que apronta”; etc.

Dependendo da sensibilidade, o filho será o resultado do que os pais o chamam. Quanto mais cedo começar esse tipo de chamados, mais vulneráveis estão os filhos. Não é que “praga de pais pega”, mas de tanto ouvir pessoas importantes o adjetivarem, ele pode acabar duvidando de si mesmo, ou, quando não tem o que perder, já que não há como reconquistar os pais, “quem tem fama, deita na cama”…

O filho pode ter cometido um erro que pode ser corrigido por ele mesmo, mas, por estar já de autoestima muito baixa, larga tudo errado mesmo. O mesmo acontece com generalizações de erros anteriores. O filho poderia até tentar corrigir o erro que cometeu agora, mas não pode fazer nada com os erros passados, portanto, também não faz nada.

insta_01_06_educacao_familiar_Içami Tiba_Integrare_Edit

Fonte: livro “Educação familiar: presente e futuro”, de Içami Tiba – Integrare Editora

Saiba mais sobre o livro!

2013_03_coleções_site_Educação_midias

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: