Você “escuta” ou “ouve”? Entenda a diferença e aproveite cada uma delas! (por Maria Tereza Maldonado)

dezembro 19, 2014

A boa escuta é considerada a mãe das formas eficazes de comunicação. A diferença entre ouvir e escutar é que ouvir é uma atividade biológica e escutar é um processo mais complexo, que exige esforço cerebral. É uma habilidade que, com paciência e persistência, pode ser aperfeiçoada no decorrer da vida.

Quando ouvimos com empatia nos colocamos no lugar do outro (filhos, clientes, amigos, pessoas amadas), imaginando como vê, pensa e sente. É esse modo de ouvir e responder que aumenta a confiança e a compreensão. Quando o outro se sente ouvido, fica mais propenso a escutar. Quando se sente compreendido, tende a atenuar atitudes beligerantes e críticas ácidas.

Os efeitos principais desse tipo de escuta são:

  • Aumentar a confiança e o respeito.
  • Encorajar a expressão de sentimentos.
  • Reduzir tensões.
  • Estimular a colaboração para a solução do problema.

O bom conflito_Maria Tereza Maldonado_Integrare Ed

Fonte: livro “O bom conflito”, de Maria Tereza Maldonado. Integrare Editora

Para mais informações sobre o tema, Consulte o livro ou entre contato conosco.

Saiba mais sobre o livro!

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: