Relacionamento: a diferença de expectativas. Por Maria Tereza Maldonado

Um dos motivos mais comuns do desencontro é a diferença de expectativas. Em todo vínculo, há um contrato explícito e um implícito, e o que está nas entrelinhas tem muito mais peso do que aquilo que é dito: “Quando eu propus morarmos juntos, ele aceitou naquela de que não ia mudar muita coisa. Achou que poderia continuar saindo com os amigos até altas horas e levar a vida dele como sempre. Mas eu comecei a me revoltar contra isso. Passei a me intitular mulher dele e ele continuou a me tartar como namorada, sem maiores obrigações”. A base desse casamento é um grande mal-entendido.

            Difícil é construir uma relação em que os aspectos saudáveis de cada um se complementem, em que ambos possam ser o que são, duas individualidades em uma parceria. O jogo de fazer um parecer forte e definido e o outro inexpressivo e amorfo dá uma ilusão de segurança e de controle, mas também dá a sensação de estar levando o barco sozinho, sem proteção e sem companhia.

Imagem 

Fonte: livro “Casamento, término & reconstrução – O que acontece antes, durante e depois da separação”, de Maria Tereza Maldonado – Integrare Editora

 

Saiba mais sobre o livro!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: