Não dá para mudar, sem mudar!

Nosso cérebro é altamente moldável e pode ser alterado a todo instante com novas sinapses, as ligações entre os neurônios. Se algo concreto é tão mutável, podemos, por analogia, perceber que toda maleabilidade é uma característica da vida. Assim, como nos ensinava Lao‑tsé, o filósofo fundador do taoísmo, os flexíveis e frágeis são aliados da vida, enquanto os duros e fortes são aliados da morte. É preciso mudar para não morrer. É preciso deixar morrer para viver plenamente.

E esse viver não tem um roteiro pré‑programado, não está previamente definido, não possui métodos absolutos nem fórmulas de conduta com as quais podemos estar seguros de sempre acertar. Há uma imprecisão natural na vida. “Navegar é preciso, viver não é preciso.” Fernando Pessoa já nos apontava o cerne da questão da vida. Para navegar temos mapas, bússolas, roteiros, orientações, condições climáticas, previsões meteorológicas, enfim, toda uma cartografia a ser seguida.

Mas viver não é uma experiência tão precisa. Por mais planos que façamos, por melhores que sejam nossas leituras das tendências e das oportunidades, a vida sempre nos surpreende com algo que n.o foi nem pensado, nem previsto, nem antecipadamente preparado.

Buda nos fala sobre a ilusão de ter expectativas, pois elas servem apenas para provocar frustrações. Lançar‑nos ao fluxo da vida e confiar na nossa capacidade de encontrar respostas para o desafio de cada dia é o maior dos desafios.

Imagem

Fonte: livro “O foco define a Sorte – A forma como enxergamos o mundo faz o mundo que enxergamos”, de Dulce Magalhães – Integrare Editora

Saiba mais sobre o livro!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: