Falar menos e escutar mais

dezembro 3, 2012

Às vezes,  embriagados pelo som das nossas próprias vozes, falamos, argumentamos e discutimos, sem perceber que não damos aos outros oportunidade de fazer o mesmo. A comunicação entre duas partes é um processo bilateral.

Muitos dos problemas que existem nos relacionamentos surgem da incapacidade de dialogar — que implica falar e  ouvir. Uma discussão verbal entre duas pessoas acaba se tornando, de fato, dois monólogos.

A comunicação deve ser algo tão simples quanto comer, dormir e vestir-se. Ela une-me ao mundo que me rodeia, às pessoas com quem convivo.

Não se resume apenas às palavras, pois adentra o campo dos pensamentos, das vibrações, dos olhares e dos gestos, da postura, enfim, de tudo o que pode emanar/captar algo.

Quando estou expressando algo, preciso me concentrar em:

1.  O que estou comunicando está claro para mim?

2.  A maneira pela qual me comunico é a ideal?

3.  Comunico-me de modo que o outro entenda?

4.  Estou aberto para receber o feedback  ou a reação do outro?

 Reflexões para uma vida plena_Ken O'Donnell_Integrare Ed

Fonte: livro “Reflexões para uma vida plena”, de Ken O’Donnell – Integrare Editora

Saiba mais sobre o livro!

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: