Ser um observador desapegado

No corre-corre de todos os dias preciso parar de vez em quando para recarregar as baterias internas e colocar tudo na sua perspectiva correta. A prática de levar os pensamentos além daquilo que está acontecendo é fundamental para tomar o pulso da situação e das pessoas e organizar os pensamentos, as palavras e as ações. Esse vai e vem consciente tem a funcionalidade de uma roupa folgada.

Se preciso estar presente e concentrado, posso vestir-me de atenção. Mas, se não é necessária a minha participação atenta, posso retirar-me para o estado de observador desapegado. Não somente um observador, um membro da plateia da peça da vida que se deixa levar pelas emoções do momento, mas também o desapegado que foi tão além que não tem como voltar.

Desapego consciente não é ignorar ou afastar-se das cenas e das pessoas, e sim não ser afetado negativamente por elas.

Fonte: livro “Reflexões para uma vida plena”, de Ken O’Donnell – Integrare Editora

Para mais informações sobre o tema, consulte o livro ou entre contato conosco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: