O que fazer com a energia da raiva?

Os conflitos estimulam sentimentos intensos, principalmente a raiva. O acúmulo de mágoas, decepções e ressentimentos formam uma couraça de raiva que, com frequencia, torna a pessoa resistente à proposta de mediação (“Estou morrendo de raiva, não quero conversar nem ver a cara dele, quero ir direto para a Justiça!”). É importante descobrir os sentimentos que estão por baixo da raiva (tristeza, humilhação, medo, entre outros) para que a raiva se transforme e permita que as pessoas parem de

empacar nas respectivas posições. Refletir sobre as raízes da raiva também pode ser útil para diminuir a intransigência e ampliar recursos para lidar com os conflitos de modo mais eficiente.

Cansada de reclamar da falta de cooperação dos filhos adultos, que sempre deixavam as garrafas de água vazias, Helena mudou de tática: reservou para si mesma uma garrafa térmica com água gelada e parou de encher as da geladeira; sentiu-se aliviada e, assim, sem se enraivecer nem continuar brigando com os filhos, transmitiu a mensagem de que deixaria de realizar essa tarefa sozinha. Foi o primeiro passo para pensar em outras situações em que ela estava fazendo mais do que devia, dando margem à acomodação dos filhos.

O exame da nossa raiva, portanto, oferece oportunidades de desenvolver novos recursos para lidar com as situações que nos incomodam e mudar padrões de comportamento.

 

 

Fonte: trecho do livro “O bom conflito – Juntos buscaremos a solução”, de Maria Tereza Maldonado – Integrare Editora

Para mais informações sobre o tema, consulte o livro ou entre contato conosco.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: