Não dá para mudar sem mudar

novembro 4, 2011

Mudar de ideia nao quer dizer estar errado e, portanto, estar se retratando, mas ter avançado na percepção. Mudar é ver e sentir diferente aquilo que se apresenta a cada instante. Como todo instante é novo, deveríamos ser capazes de continuamente fluir na mudança. Se a única constante é a mudança, como já nos afirmava Heráclito de Éfeso, em 500 a.C., entao mudar é parte integrante da realidade de cada instante.

Contudo, não estamos tão dispostos a seguir o fluxo e resistimos bravamente a`s mudancas, mesmo desejando que as coisas mudem, o que é incoerente. Queremos novos hábitos, porém não desejamos aplicar a disciplina necessária para que essa mudança ocorra. Desejamos novas perspectivas de vida, todavia não investigamos com profundidade as alternativas ao modelo de mundo que criamos. Não dá para mudar sem mudar.

E não dá para mudar sem deixar morrer aquilo que não é mais. Duas atitudes nao podem ocupar o mesmo instante na vida de um ser humano.

 

 

Fonte: Trecho do Livro “O foco define a Sorte – A forma como enxergamos o mundo faz o mundo que enxergamos”, de Dulce Magalhães – Integrare Editora

Para mais informações sobre o tema, consulte o livro ou entre contato conosco.

Clique aqui para baixar o 1º capítulo do livro!

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: