O que fazemos com o nosso tempo? Por que não temos tempo para nada?

“Papai parece o coelho da história de Alice no país das Maravilhas: depressa, depressa, sempre com tanta pressa!”

E sai correndo cedinho para o trabalho, e come correndo, e mastiga mal, e toma banho voando, e nem dá tempo de brincar, conversar, abraçar… mas o jornal ele lê devagarinho.

O que fazemos com o tempo, que fica tão cheio de compromissos, obrigações e horários apertados que não podemos nem respirar?

Essa ansiedade sufocante não dá sossego. Quem vive assim parece um peixe fora da água, que se sente mal, quase morrendo, fora de sem ambiente: em cada lugar que entra tem logo de sair correndo, não consegue ficar! Precisa se maltratar assim e a quem está em volta à espera de um tempo de atenção, com aquela sensação doída de que nunca sai do último lugar da fila?

Há muitas maneiras de aliviar essa ansiedade louca e alcançar um pouco mais de tranquilidade anterior.

E quem não consegue ficar quieto porque tem medo de parar para pensar? E o medo de chegar à conclusão de que está se enganando, sem aproveitar o tempo para viver o que realmente importa? Parece incrível, mas uma pessoa assim se protege da reflexão que a incomoda criando uma grande confusão.

“Aí eu teria de mudar tudo”. Pavor! Mas nem sempre. Pequenas mudanças podem gerar grandes diferenças. Que tal começar a experimentar?

Sem pressa!

Fonte: trecho do livro “Histórias da vida inteira – Como transformar obstáculos em caminhos”, de Maria Tereza Maldonado – Integrare Editora 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: