A nossa felicidade: depende da empresa na qual trabalhamos?

Mas focar apenas a felicidade é uma visão simplista e, ao mesmo tempo, complexa demais.

Cientistas calculam que 50% da felicidade de uma pessoa são determinadas pela genética, 10% pelas circunstâncias de vida e 40% por pensamentos e ações.

Uma empresa não tem como interferir na genética de um ser humano, mas pode representar uma circunstância de vida. No entanto, a circunstância de vida significa apenas 10% da felicidade. Além disso, sabemos que a vida não é composta apenas de aspectos profissionais. Existem as questões pessoais que não podem ser determinadas nem depender de uma empresa. Com isso, já perdemos uma parte desses 10% de felicidade.

Mas ainda sobram os 40% relacionados com pensamentos e ações. Talvez uma empresa possa proporcionar a uma pessoa a oportunidade de bons pensamentos e ações, mas certamente não tem como gerir e controlar esse processo.

Esses dados nos mostram aquilo que já sabemos: a felicidade depende diretamente da pessoa. Não há como atribuir a uma empresa a responsabilidade pela felicidade de alguém.
 
Fonte: texto extraído do livro “Endomarketing de A a Z – Como alinhar o pensamento das pessoas à estratégia da empresa”, escrito por Analisa de Medeiros Brum

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: