A Filosofia da Amorosidade

janeiro 27, 2011

Quem vive em estado de amor, tem a amorosidade como filosofia, experimenta o amor Ágape todos os dias. Esse é um tema que não escapou aos filósofos, que se explica por sua importância. “Na essência, todos os seres humanos são idênticos. Na verdade, somos parte do Um”, conclui Erich Fromm, para explicar a amorosidade. “Ser amado precede a graça de amar e prepara o estado de amor”, pensa Comte para explicar a origem de tudo.

 

Platão, em O banquete, põe à mesa duas soluções para explicar a amorosidade: como não podemos fugir de nossa incompletude, temos de direcionar o nosso para outros corpos e gerar filhos; ou então expressá-lo por meio da arte. Da política, da poesia, das ciências, das filosofias ou o que for, sempre dando prioridade especial do belo.

Eugenio Mussak, em “Preciso dizer o que sinto”

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: