Continuação do Bate-papo com Içami Tiba

Você acha que, com tudo isso, o lado afetivo melhorou? O pai está mais próximo do filho?

Está melhor do que antigamente. Por exemplo, hoje se vê muitos pais brigando para ficar com os filhos na separação. Antes, se os pais se separavam, os filhos ficavam com a mãe e ponto. O pai, se arrumasse outra mulher, ia cuidar dos filhos dela, e não dos dele. Então, os pais não evoluíram só para fazer unha e comprar produto de beleza, eles também evoluíram para trocar fralda, viajar sozinhos com as crianças, estar mais presentes. Hoje, quando dou palestras em escolas, a presença do pai, que era nula, já aumentou, vão uns 15% de pais. Até peço palmas para eles. Alguns já têm noção de que eles também são responsáveis pela educação.

Ao contrário do pai autoritário, ser o melhor amigo do filho é positivo?

Não. Quando um pai me diz que é melhor amigo do filho, eu retruco: “Então, seu filho nem os amigos pode escolher?” É comum também eu ouvir que o filho não sabe escolher os amigos, que os amigos não prestam. Pois, então, o filho não presta também porque a gente sempre se alia às pessoas com as quais temos afinidade, semelhanças. Parece pessimista, mas é para acordar o pai mesmo.

Na sua opinião, os pais acompanharam ou não as mudanças?

Não acompanharam. Quiseram corrigir a própria infância nos filhos, deixaram eles muito soltos e agora, quando algo dá errado querem impor uma autoridade que não foi conquistada da forma correta. “Me respeita que eu sou seu pai” não funciona com essa geração.

Entrevista originalmente publicada no site do jornal Correio Braziliense: http://migre.me/37lHS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: